Confúcio se afasta do governo e concorre ao senado

Chega ao fim o mistério

Em uma transmissão ao vivo pela internet na manhã desta quarta-feira (4), o governador Confúcio Moura (MDB) anunciou que vai renunciar ao cargo na próxima sexta-feira (6). Confúcio aproveitou ainda e confirmou que irá permanecer no mesmo partido que está filiado há mais de 30 anos, o MDB, e que vai disputar sua última campanha eleitoral ao Senado.
“Eu quero comunicar a vocês todos que apresentarei a minha renúncia à Assembleia na quinta-feira, com a data de saída no dia 6, na sexta-feira, quando o Daniel Pereira, o nosso vice, assumirá o governo. Primeiro, ele receberá posse conferida pelos deputados e depois eu vou transmitir o cargo para ele, diante do secretariado, numa solenidade mais reservada, mas aberta à mídia, à imprensa, convidados para divulgação. É um momento muito importante”, disse Confúcio durante o vídeo.

O governador também falou sobre as dúvidas que teve para tomar a decisão de renunciar ao governo e participar de uma nova disputa eleitoral. “Vocês viram o meu oceano de dúvidas: vou ficar, vou sair, isso é normal. Sempre eu tenho essas dúvidas no período que antecede às eleições. Eu fico muito duvidoso porque uma campanha não é brincadeira, uma campanha é muito difícil e, realmente, tormentosa para qualquer cidadão, ainda mais este ano que é um ano de novas leis eleitorais e nós temos que nos ajustar a elas. Eu não vou correr nenhum risco de disputar a eleição e depois ser processado, eu não vou fazer isso”, afirmou.

Antes de decidir se deixaria o governo para disputar a uma vaga no Senado, Confúcio foi sondado por outros partidos, mas que a decisão de permanecer no MDB é, também, em virtude de ser sua última disputa eleitoral. “Vou renunciar ao cargo, mas ficar no meu partido MDB. Não vou mudar. Quero agradecer a todos os partidos políticos que me convidaram, foram muitos. Eu tive com um pé lá e outro cá, cheio de dúvidas, mas no fim eu conclui que já disputei nove eleições no MDB, seria muito difícil disputar uma nova eleição, só uma, a última fora do MDB. Então vou ficar no MDB mesmo. É o partido que eu filiei há mais de 30 anos e estou nele até hoje”, garantiu.

Quando iniciou a transmissão ao vivo em sua página pessoal no Facebook, o governador cumprimentou os internautas, informando que estava na residência oficial do governo, no 12º andar do Palácio Rio Madeira, de onde é possível ver o rio. Confúcio disse ainda, que teria até o fim do ano para completar “os oito anos de governo, mas eu optei por esta data agora, de sexta-feira, dia 6, me afastar do governo”. Ao final, agradeceu ao apoio recebido de diversos setores, entre eles a população, prefeitos, empresário, vereadores, trabalhadores. “Fiquei muito honrado de ter sido governador do estado, mas eu tenho que me despedir de vocês, por essa grandiosa oportunidade, máxima da minha vida. Vamos em frente, vamos para mais uma disputa, que Deus saberá nos conduzir da melhor maneira possível”, finalizou o governador.

 

Confúcio Moura, nos últimos dias assinou vários convênios importantes e deixa o governo com popularidade em alta. Conforme afirma o jornalista Roberto Kuppê, o seu sucessor Daniel Pereira, por ser professor de carreira, deverá dar uma resposta satisfatória satisfatória a categoria que continuam em greve.

Vídeo: Facebook
Fonte: Rondoniagora e Maisro




© 2013 - Desenvolvido por Webmundo Soluções Web - Todos Direitos Reservados.